Conduta para Viagem

Vai viajar com seu cão ou gato para o exterior? Saiba que são necessárias diferentes documentações e atestados, de acordo com o país de destino. Neste texto seguem algumas informações úteis para as providências a serem tomadas antes da viagem.

Em geral, é exigido que se obtenha algumas das seguintes medidas:

Tendo em mãos as documentações exigidas, deverá se dirigir à autoridade sanitária do país de origem, que se localiza nos aeroportos internacionais e solicitar o Certificado Zoossanitário Internacional (CZI).

Como cada país tem sua própria regulamentação, fizemos um apanhado dos mais solicitados por viajantes que precisam levar consigo o seu pet.

Estados Unidos da América, Bolívia, Canadá, Panamá, Índia :

Para estes países não é necessário nenhum tipo de sorologia para emissão do CZI, porém é exigido o atestado de saúde fornecido pelo Médico Veterinário, alegando ausência de sinais de doenças infecto-contagiosas, parasitárias e míiases; além disso, é necessário vacinar o animal contra raiva ao menos trinta dias antes do embarque; para os animais que possuem idade inferior a 3 meses e ainda não podem ser vacinados contra a raiva, torna-se necessário aguardar até os 4 meses de idade, quando então será vacinado e, somente após 30 dias é que poderá adquirir o CZI e seguir viagem.

* Obs.: Antes de entrar na Índia, haverá avaliação do animal pelo Fiscal Agropecuário de lá.

União Européia, Emirados Árabes Unidos, Israel, Suiça:

Para obter CZI com destino aos países que este grupo abrange, é necessária a microchipagem, atestado de saúde emitido pelo Médico Veterinário e vacinação contra raiva; além disso, deve ser feita sorologia para raiva após o intervalo de pelo menos 30 dias da vacinação; a sorologia é feita através de coleta de sangue, que pode ser realizada diretamente no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de São Paulo, ou aqui na CLINICA VETERINARIA ALPHA, porém, a coleta deste material deve ser realizada 90 dias antes do embarque. Após ter obtido toda a documentação necessária (atestado de saúde e de vacinação contra a raiva, microchipagem e resultado da sorologia), dirija-se a uma das unidades aeroportuárias para obtenção do CZI.

Obs.: A Espanha restringe a entrada de cães das seguintes raças ou cruzamento: Pit Bull, American Stafforshire Terrier, Rottweiller, Dogo Argentino, Fila Brasileiro, Tosa Inu e Akita Inu.

O país Portugal restringe a entrada de cães das seguintes raças ou cruzamento: Pit Bull Terrier, American Stafforshire Terrier, Rottweiller, Dogo Argentino, Fila Brasileiro, Tosa Inu.

Austrália e Nova Zelândia:

Não aceitam cães e gatos oriundos do Brasil.

Chile, Vietnã, Omã:

Neste destino não é necessário nenhum tipo de sorologia para emissão do CZI, porém exige-se o atestado de saúde fornecido pelo Médico Veterinário alegando ausência de sinais de doenças infecto-contagiosas, parasitárias e míiases; além disso, é necessário vacinar o animal contra raiva pelo menos trinta dias antes do embarque, lembrando que, somente a partir dos 4 meses de idade é que poderão ser vacinados e somente após 30 dias da vacinação o CZI poderá ser emitido.

Colômbia, Equador,Hong Kong, Peru, Venezuela:

Para entrada nestes países, os cães devem estar imunizados contra raiva, cinomose, hepatite canina, leptospirose, parvovirose, parainfluenza e coronavirose, lembrando que as vacinas têm que estar dentro do período em que oferecem proteção, ou seja, no máximo 1 ano antes da viagem; já os gatos deve ser vacinados contra raiva e panleucopenia felina. Além disso é necessário o atestado de saúde, que terá validade de até 48 horas antes da viagem, portanto, atente para este detalhe pois a validade do atestado pode expirar.

África do Sul:

Proprietários que desejam se dirigir com o animal para a África do Sul, deve se encaminhar ao consulado deste país no Brasil e se informar dos trâmites legais e das providências a serem tomadas.

Cingapura:

São necessárias vacinações contra doenças virais, incluindo a raiva, tanto em cães quanto em gatos, de acordo com a rotina vacinatória dos profissionais brasileiros; além disso é necessário exame de sorologia para verificar imunidade contra raiva, e esta deve ser solicitada no máximo 6 meses e no mínimo 30 dias antes da viagem. Com a sorologia e atestados de vacinações em mãos, deve-se procurar um médico veterinário para emissão de um atestado de saúde.

Japão, Mercosul:

Para emissão do CZI e entrada no país são necessários: atestado de saúde alegando: tratamento contra endo e ectoparasitas, vacinação contra raiva e microchipagem.

Obs.: é permitido a entrada de animais com menos de três meses sem o atestado de saúde no Japão; já no Mercosul, é necessário o atestado de saúde, mesmo sem a primo vacinação, alegando condições de saúde saudáveis e confirmando idade inferior a 90 dias.

México:

É necessário emitir CZI para animais com mais de três meses; este pode ser solicitado após atestado de saúde emitido pelo Médico Veterinário alegando tratamento contra ecto e endoparasitas e vacinação contra raiva; porém ao chegar ao país será necessário passar pela avaliação do Fiscal do Ministério da Agricultura.

Noruega:

O médico veterinário deverá atestar que o animal foi submetido a tratamento contra Equinococcus sp 10 dias antes da chegada à Noruega, informando produto, fabricante data e hora do tratamento; além disso no atestado deve conter informações negando contato do animal com outros que possuam doenças infecto contagiosas.

Demais países:

O animal deve ser microchipado e posteriormente vacinado contra a Raiva, pelo menos trinta dias antes do embarque, além do atestado de saúde emitido pelo Médico Veterinário, contendo: nome, raça, cor, tipo de pelagem, data de nascimento, nome do proprietário e nº de identificação do microchip.

Realizando procedimentos necessários